sábado, 14 de novembro de 2009

Tricolor vence e é líder absoluto

Errou aquele que pensou, assim como eu, que o São Paulo não suportaria as ausências de Dagoberto, Borges e Jean, para a partida de hoje contra o Vitória, no Morumbi.

Para compor o meio-campo, Hugo e Arouca foram escalados e, na lateral-direita, Adrián Gonzáles. Os três se saíram bem, principalmente Hugo que correu bastante, ajudou no sistema defensivo e marcou o segundo gol tricolor. Veja os melhores momentos da partida:



Com pouco mais de 53 mil torcedores presentes no estádio, a equipe de Ricardo Gomes fez uma excelente partida, aliás, essa foi uma das três melhores do tricolor nesse brasileirão, na minha opinião - as outras duas foram contra o Náutico, nos Aflitos, e Goiás, no Morumbi.

Nesta reta final do campeonato, o São Paulo tem demonstrado uma vontade incrível de sagrar-se o campeão. E isso tem sido a cada jogo, tanto dentro de sua casa quanto fora. Uma vontade que às vezes faz com que os jogadores percam a cabeça.

Na partida contra o Grêmio, três jogadores - já citados no começo do texto - foram expulsos por atuarem de forma mais forte na disputa de bola com os adversários. Alguns jornalistas esportivos e simpatizantes do futebol chegaram a dizer que houve certa maldade no caso do Borges, que passou dos limites ao agredir o jogador gremista. Eu compartilho totalmente dessa opinião.

Mas o que chamou a atenção foi o que aconteceu no jogo de hoje. Um desentendimento entre André Dias e Hugo, ambos jogadores do São Paulo, que acabou em tapas entre os são-paulinos. Eu assisti à partida ao vivo, no Morumbi e, à princípio, achei que o culpado da confusão teria sido Hugo. No momento, eu estava atrás do gol defendido por Viáfara, e o acontecido foi no campo de defesa tricolor, o que dificultou a visão para um melhor entendimento do que realmente havia ocorrido.

Mas agora, em casa, pude assistir ao lance pela televisão e confirmar que foi de André Dias que partiu a agressão inicial e, consequentemente, levou ao revide de Hugo. Embora o zagueiro tenha dito que não foi uma troca de socos e que logo depois eles sairam abraçados, não foi uma atitude à altura de um jogador como André Dias. Sinceramente eu não esperava isso dele. Aliás, ele é um dos poucos no futebol que eu coloco, ou colocava, a mão no fogo pela sua postura. Os dois atletas do tricolor levaram o terceiro cartão amarelo e não enfrentarão o Botafogo, no Engenhão, no próximo domingo, dia 22. Veja o vídeo do lance polêmico:





isolando esse pequeno problema, o São Paulo venceu por 2 a 0 e voltou ao topo da tabela. Com 62 pontos, três a mais que o vice-líder Palmeiras, a equipe do Morumbi deve secar o Flamengo, que vai enfrentar o Náutico, nos Aflitos, neste domingo e, se vencer, pode diminuir a vantagem em relação ao líder para apenas 2 pontos.

Já o Atlético-MG provavelmente deu adeus ao título. Perdeu para o Coritiba, no Couto Pereira, por 2 a 1, e deve brigar apenas por sua permanência no G-4. Mas não me espantaria se a equipe mineira ficasse de fora da Libertadores do ano que vem.

2 comentários:

Wagner disse...

O Cruzeiro conseguiu levar um gol do Grêmio nos acréscimos. Detalhe: o Cruzeiro tinha dois jogadores a mais em campo. Ou seja, o Cruzeiro é carta fora do baralho.

O Atlético-MG, como eu sempre te disse, iria espanar. E não deu outra. Perdeu para o Coritiba por 2x1.

O Palmeiras está em decadência. Perdeu o título para ele mesmo. Aliás, o Palmeiras rende um bom post pra vc. Veja:

Em casa:
SEP 2x2 Sport (1 ponto)-11/11;
SEP 2x2 Corinthians (1pto)-1/11;
SEP 4x0 Goiás (1pto) - 29/10;
SEP 0x2 Flamengo - 18/10;
SEP 2x2 Avaí - 08/10;

Fora:
Fluminense 1x0 SEP - 08/11;
Santo André 2x0 SEP - 21/10;
Náutico 3x0 SEP - 12/10
Santos 1x3 SEP - 04/10;

ou seja, meu caro, DESDE A PRIMEIRA RODADA DISPUTADA EM OUTUBRO, a 27a rodada, até a atual, a 35a, o Palmeiras jogou nove vezes: perdeu quatro, empatou três e ganhou duas - isso desde o início de outubro. Traduzindo: fez módicos 9 pontos em 27 possíveis.
Acho que seria legal vc comparar isso ao desempenho do Cruzeiro, que é líder absoluto do 2o. turno, mas principalmente a São Paulo e Flamengo. Se o Flamengo vencer hoje, ele fica na briga pelo título. Se perder, dá adeus. Aí valeria um post mais elaborado mostrando a decadência do Palmeiras, a oscilação do Flamengo e a ascensão do São Paulo.

Abraço,

Fernando Richter disse...

Sem dúvida, sem dúvida!

Concordo com você em tudo, exceto quando diz que se o flamengo perder hoje ele cai fora da briga. Acho que, independente da partida de hoje, o flamengo é forte candidato a levantar esse caneco. Principalmente porque sua última partida será contra o Corinthians, e eu tenho lá minhas dúvidas sobre o fato do timão jogar com seriedade. Duvido que eles queiram ver o são paulo campeão mais uma vez.

O Palmeiras, que está em decadência, ainda tem grande chance. O problema é que pega o Grêmio fora e ainda tem o confronto direto contra o atlético (que na minha opinião no máximo vai brigar por se manter no g-4).

Por isso, tenho que admitir que mudo minha opinião sobre o campeão desse ano.

Tive a sensação, boa parte do campeonato, que o título seria do Palmeiras, agora acho que será do São Paulo. Não dá para discutir com a realidade.

Obrigado pelas ótimas sugestões do post.

Abração.