quinta-feira, 30 de abril de 2009

Enquanto a tv insiste no "puxa-saquismo", acompanho o profissionalismo do rádio

É muito triste ver que a minha profissão tem tomado um rumo que foge totalmente de seu propósito. O papel do jornalismo é contar/mostrar um grande acontecimento, tendo como principais características a isenção, a objetividade, o direito de resposta e também o critério de prioridade.

Ontem, ao chegar em casa, liguei a televisão para assistir ao jogo entre Colo Colo e Palmeiras, que valia uma vaga na Libertadores da América, aliás, o jogo que decidiria a vida de uma equipe brasileira em uma competição internacional. Competição essa que leva a uma disputa no Mundial de Clubes da FIFA. Mas ao sintonizar no canal da Rede Globo, o transmitido foi o de Atlético PR x Corinthians, que não valia a classificação imediata de nenhum clube, pois tratava-se do primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, ou seja, não é um campeonato que tem valor internacional, mesmo sabendo que a Copa Do Brasil é de interesse de muitos clubes brasileiros, além de, no mesmo momento, estar acontecendo uma partida muito mais importante. Absurdo.

Por que não transmitir o jogo que realmente tinha mais importância? Simplesmente por total interesse financeiro. Maldito mundo capitalista.

Para a Globo, a importância de uma competição ou de uma equipe que busca uma classificação numa boa competição pouco importa quando o que está em jogo é o seu interesse financeiro. Lamentável. Causa desgosto e indignação.


Por outro lado, achei até muito bom o fato do jogo não ter sido televisionado em TV aberta, pois fui obrigado a escutar a partida pelo rádio e, obviamente, escolhi a rádio Bandeirantes, mesmo porque, sou fã do narrador José Silvério, que por sinal sua narração, mais uma vez, foi sensacional. O torcedor, mesmo que não palmeirense, se emocionou ao ouvir o grito de gol narrado pelo melhor cronista esportivo de rádio do Brasil. Enquanto, na televisão, narradores e comentaristas se preocupam em “puxar o saco” de jogadores como Ronaldo, você, Silvério, nos transmite alegria e emoção pelo rádio. Parabéns, José Silvério, sou eterno ouvinte de suas narrações.

O "salvador" da pátria alviverde


Depois de um tremendo sufoco dentro do Monumental, no Chile, Cleiton Xavier, aos 41 minutos do segundo tempo, acertou um chute firme, de fora da área, e colocou o Palmeiras na próxima fase da Taça Libertadores da América.

O Palmeiras pressionou o segundo tempo inteiro, mas só no finalzinho da partida é que conseguiu marcar o gol da classificação, aliás, um golaço de Cleiton Xavier. Diferente da primeira partida entre as duas equipes, quando o Colo Colo venceu o verdão dentro do Parque Antártica, dessa vez a equipe chilena não viu a cor da bola e, mesmo jogando pelo empate e dentro de casa, não conseguiu furar a meta alviverde.

Com a vitória, o Palmeiras se junta ao Grêmio, São Paulo, Cruzeiro e Sport, garantindo todos os brasileiros presentes na próxima fase da competição.

Imagem: Agência AP/ globoesporte.com

terça-feira, 28 de abril de 2009

Simon marca pênalti "fantasma"

É impressionante como as coisas sempre acontecem com o árbitro Carlos Eugênio Simon. Lembro-me muito bem quando, no jogo entre Flamengo e Cruzeiro, pelo campeonato Brasileiro de 2008, o atacante do Flamengo, Diego Tardelli, pisou na bola e caiu dentro da área adversária após dar um corte no zagueiro cruzeirense. Simon mandou o jogo continuar não marcando o pênalti e, por isso, foi muito criticado pela mídia. Só após assistir as imagens que foram cedidas pela ESPN Brasil é que sua culpa foi retirada por alguns veículos de comunicação. Na época ficou mais do que provado que Simon era inocente, e que realmente não foi pênalti.

Dessa vez a história é outra. No último domingo, apitando o jogo entre Fortaleza x Ceará, pela decisão do estadual, o árbitro marcou um pênalti, completamente “fantasma”, a favor do Ceará, quando o atacante Edu Sales caiu dentro da área do Fortaleza. O Pênalti foi convertido, mas não evitou que o Ceará perdesse a partida, que terminou em 2 a 1 para tricolor. As imagens de televisão (foto acima) são muito claras e provam que o jogador cearense caiu sozinho e pior, muito longe do seu adversário. Dessa vez, não tem o que negar, seu Simon.

Enfim, certo ou errado, a questão é que ele está sempre envolvido em alguma polêmica. Será que já não é hora do senhor pensar em aposentadoria?


O mais “interessante” é que Simon representará o Brasil, na próxima Copa do Mundo, em 2010, na África.

domingo, 26 de abril de 2009

Ronaldo "carimbou"

Essa charge é sensacional. Realmente não há o que falar. Ele meteu gol nos maiores adversários do Corinthians.

Imagem: Bola Nas Costas

Ronaldo faz golaço e timão está com uma mão na taça



Na data em que se comemora o dia do goleiro, Felipe fecha a meta da equipe corintiana e, junto do Fenômeno, garante a vitória da equipe alvinegra. Com uma mão na taça, o Corinthians poderá perder por até 2 gols de diferença. Se conquistar o caneco, Ronaldo terá seu primeiro título pelo timão e, com isso, mostrará ao mundo que deu a volta por cima

Domingo de muitos gols decisivos pelo Brasil. No Rio de Janeiro, Flamengo e Botafogo empataram em 2 a 2. Em Minas Gerais, o Cruzeiro goleou o Atlético MG por 5 a 0, praticamente garantindo o título mineiro. Já em São Paulo, o Santos não conseguiu vencer em casa, perdendo por 3 a 1 do Corinthians, e agora terá de vencer por três gols de diferença, no Pacaembu para ser campeão. Acho “quase” impossível.

O Santos foi superior a partida toda, mas o Corinthians pode contar com alguma falhas individuais de jogadores santistas que o ajudaram nos gols convertidos e com a bela atuação do goleiro Felipe, que no ’dia do goleiro’, fechou a meta corintiana e garantiu a vitória para a equipe do parque São Jorge. Claro que não podemos deixar de dizer que o atacante Kléber Pereira abusou em perder gols, e o velho ditado não falha ‘Quem não faz, toma!’.

O Corinthians, ainda no primeiro tempo, abriu 2 gols sobre o Santos, mas só dava o peixe atacando. No segundo tempo do jogo, Triguinho diminui para a equipe da Vila e, quando o Santos parecia que chegaria ao gol de empate, o timão contra-atacou, e o craque Ronaldo não perdoou ao pegar o goleiro Fábio Costa adiantado, que por sinal, o que ele fazia parado na linha do pênalti? Claro que o Fenômeno concluiu em gol, aliás, um golaço, o terceiro corintiano e segundo do craque na partida.

Sinceramente eu apostava numa vitória “magra” do Santos. Agora não resta dúvida. O Corinthians está com uma mão na massa e Ronaldo prestes a mostrar para todos que, definitivamente, deu a volta por cima.

Isso sim é força de vontade. Poderia servir de exemplo para alguns jogadores que fazem parte do cenário mundial do futebol.

Imagem: Globoesporte.com

Estaduais decididos em clássicos


Domingo de emoção no futebol brasileiro. Os campeonatos regionais serão decididos em clássicos, envolvendo grandes clubes de cada estado (Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Minas Gerais). Todos terão, amanhã, a primeira partida da “final”. No Rio, o encontro será entre Botafogo e Flamengo, no Maracanã. Na Bahia, após três anos, a final será entre Bahia e Vitória. Em Minas, não poderia ser diferente. Cruzeiro e Atlético MG devem fazer um jogo de arrepiar, no Mineirão, onde haverá uma grande disputa entre os artilheiros Kléber (Cruzeiro) e Diego Tardelli (Atlético). Já o clássico paulista que pré-define o campeão de 2009 será entre Santos e Corinthians, na Vila Belmiro. Sem dúvida, todos os jogos serão dignos de uma final.

No Campeonato Paulista, as atenções estarão voltadas ao duelo entre o craque do Corinthians, Ronaldo, que tem melhorado a cada jogo e Neymar, do Santos, jovem promessa que tem tudo para mostrar seu talento.

Estarei acompanhando o clássico paulista, mas ficarei ligadíssimo em todas as partidas.

Palpites para a rodada:

Bahia x Vitória: vitória do Bahia

Flamengo x Botafogo: vitória do Botafogo

Cruzeiro x Atlético MG: vitória do Cruzeiro

Santos x Corinthians: vitória do Santos

sábado, 25 de abril de 2009

Vai parar ou não?

Tempos bons de seleção


Fico indignado como a mídia esportiva dá tanto espaço para determinados assuntos. Fiquei um pouco “fora do ar” nos últimos três dias. Não comentei nenhum jogo ou fato relacionado ao futebol nesses dias. Mas hoje, ao navegar num site esportivo bastante conceituado, me deparei com uma matéria, por sinal a principal do dia, falando sobre o possível acerto do jogador Adriano (Imperador) com o Flamengo.

Semanas atrás o ex-jogador da Inter de Milão chegou a anunciar o fim de sua carreia, “Dei um tempo na minha carreira, pois perdi a alegria de jogar”, disse. O motivo, ninguém sabe. Ele passou alguns dias “sumido” dentro de uma favela no Rio de Janeiro, depois de um jogo da seleção brasileira, pelas eliminatórias. O seu procurador, Gilmar Grinaldi, disse que estava tudo bem com o jogador e que ele apenas estava com alguns problemas. Claro que não nos interessa que tipo de problema, mas foi muito antiético da parte dele não dar uma satisfação ao seu clube, aquele que paga seu salário. ” Não gostaria de voltar para a Itália. Quero viver em paz, aqui no Brasil” ressaltou o imperador. Mas acho o seguinte, se não está contente com o clube e o país que joga, porque não encerra o contrato? É mais bonito e profissional.

Segundo o Globo Esporte. Com, depois de toda essa “papagaiada”, Adriano teria acertado, verbalmente, um acordo com o vice de futebol do Flamengo, Kleber Leite, há duas semanas, quando o dirigente esteve na casa do jogador. Na mesma matéria um contraponto. O empresário do Imperador diz que ele sequer esboçou vontade voltar a jogar. “É hora de ele relaxar. O Adriano ainda nem disse que deseja voltar aos campos. Daqui a dois, três meses podemos começar a pensar nas opções”, disse Rinaldi. Ou seja, no que devemos confiar? Na credibilidade do site, que é indiscutível, ou na palavra de Gilmar Rinaldi que trabalha para o jogador? Fica a dúvida.

De qualquer maneira acho que não deveriam levantar tantas especulações e dar tanto ênfase para o caso Adriano. Não é primeira vez que o jogador age com falta de profissionalismo. Até acho que os italianos têm paciência demais.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Verdão só depende dele mesmo



O Palmeiras venceu a LDU por 2 a 0, dentro do Parque Antártica. O resultado deixa a equipe brasileira viva na competição.

Não comentarei o jogo porque, sinceramente, não assisti. Lendo alguns sites esportivos pude perceber que não foi uma partida espetacular, mas o que vale é os três pontos que mantém a chama do verdão acesa.

A equipe comandada pelo técnico Vanderley Luxemburgo precisa de uma vitória na última rodada, quando enfrentará o Colo-Colo, no Chile. Vale lembrar que a equipe chilena venceu o Palmeiras quando jogou aqui no Palestra Itália, portanto, será uma partida duríssima para a equipe paulistana.

Hoje, também pela Libertadores da América, o São Paulo enfrentará o América de Cali, no Morumbi. Os jogadores tricolores ainda não engoliram a desclassificação no Campeonato Paulista para o rival Corinthians, e querem esquecer o acontecido, atingindo o primeiro lugar na tabela, do grupo 4. “Tenho certeza de que esse jogo vai apagar a série de tropeços. Uma vitória vai trazer ânimo e fará com que a gente recupere a confiança. Temos de apagar o que aconteceu no domingo” disse o atacante Washington ao Globo Esporte.

Imagem: Agência Reuters / www.globoesporte.com

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Dessa forma prova que é homem?

Não bastasse a "boa" fama e a atitude errada de entrar numa partida para provocar o adversário e causar confusão, agora o "bondoso" Domingos, respeitosamente, chama Diego Souza para acertar as contas fora de campo. Que bonito, não?

http://tinyurl.com/cudxgm

Diego Souza merece punição, mas Domingos também.

Timão na Final

Com raça e paciência, o Timão soube atacar no momento certo e derrubar o São Paulo que, mais uma vez, jogou covardemente. Agora, teremos uma final duas equipes alvinegras que mostraram determinação e vontade, principalmente na semifinal da competição

Parabéns ao Corinthians que está, mais uma vez, numa final do Campeonato Paulista. Conseguiu duas vitórias contra o São Paulo e mostrou que a equipe tem vontade de ser vitoriosa. Muito diferente do seu rival, que jogou, novamente, como um verdadeiro covarde.

O São Paulo se saiu muito bem no primeiro tempo da partida. Até parecia que sairia de campo com uma vitória. Mas tinha no seu ataque um “freio de mão” chamado Washington que travou a equipe do Morumbi e impediu que o gol saísse.

No segundo tempo, esboçou uma atuação como a da primeira etapa. Aos 3 minutos Hernanes cruzou para dentro da área e Borges acertou o travessão de Felipe. Parou por aí.

Num contra ataque alvinegro sai o primeiro gol corintiano e, ao invés do São Paulo correr atrás do prejuízo, desmotivou e levou o segundo gol, aliás, um golaço de Ronaldo. Daí em diante o Corinthians passou a dominar a partida. Administrou o resultado e venceu por 2 a 0.

Não tenho dúvida que em termos de elenco o São Paulo é muito superior. Mas o Corinthians tem uma coisa que nenhuma outra equipe tem no Brasil. RAÇA. Isso ninguém os supera.

Por isso, com todos os méritos, o Timão é o finalista do Campeonato Paulista de 2009, e jogará contra a equipe do Santos, que também mostrou vontade. Isso vale mais do que um time com planejamento. Determinação supera qualquer obstáculo. Arrisco o palpite: Corinthians leva o caneco.

Vale lembrar que a torcida do São Paulo deu um verdadeiro show no Morumbi e, mesmo perdendo a partida, os quase 60 mil torcedores não pararam de vibrar, merecendo também os parabéns.

Imagem: Marcos Ribolli / Globoesporte.com

sábado, 18 de abril de 2009

Santos na final




Inspirado, com raça e jogando um futebol de gigante, o pequeno Madson foi o melhor da partida e ajudou a equipe do Santos a garantir a classificação para a final do Campeonato Paulista de 2009

Jogando um belíssimo futebol, o Santos é o primeiro finalista do Campeonato Paulista após vencer a equipe do Palmeiras, por 2 a 1, dentro do Palestra Itália.

A equipe da Vila Belmiro mostrou brilho e muita vontade de vencer. Diferentemente do Palmeiras que não conseguiu acertar uma jogada sequer, sofrendo pressão do começo ao fim da partida.

Futebol é muito engraçado. O Palmeiras foi o ‘campeão’ em pontos corridos e o Santos quase não se classifica para a semifinal da competição. Mas no confronto entre as duas equipes, foram duas vitórias da equipe praiana. As duas pelo mesmo resultado, 2 a 1. Quem diria, ou melhor, quem esperava por um resultado como esse? Acredito que nem os próprios torcedores santistas.

O Santos não fazia um bom campeonato e chegou a amargurar a zona de rebaixamento, no começo do Paulistão. Mas foi com a chegada do técnico Vagner Mancini que o peixe deu a volta por cima, reagiu e mostrou que tem força.

O nome da partida de hoje foi Madson. Ele literalmente infernizou a vida do verdão. Foi, sem dúvida, o melhor jogador em campo, colocando velocidade nas jogadas ofensivas do Santos e abrindo o placar aos 17 minutos do primeiro tempo. Neimar também teve uma boa participação no jogo. Mesmo não marcando, deu o passe para o primeiro gol e sofreu o pênalti que resultou no segundo.

Aos 29 minutos do segundo tempo, o Palmeiras até esboçou uma reação, quando Pierre chutou de fora da área e contou com a ajuda do goleiro Fábio Costa, que deixou a bola passar por debaixo das pernas. Esse sim, um verdadeiro ‘frango’. Porém, não passou disso. O Santos continuou melhor na partida e apenas administrou o resultado garantindo sua classificação à final.

Infelizmente um fato isolado quase manchou o espetáculo da partida. Aos 36 minutos, o jogador domingos, do Santos, entrou na partida e claramente correu em direção a Diego Souza provocando-o e fazendo com que o jogador alviverde perdesse a cabeça. Logo em seguida, simulou uma agressão de Diego, caindo no chão. Os dois foram expulsos, mas Diego parecia inconformado com a atitude de Domingos e queria briga. Chegou a ensaiar sua saída de campo e, inesperadamente, voltou para agredir o jogador Domingos. Não estou defendendo nenhum dos dois. Mas não podemos criticar somente o Diego Souza. Um erro não justifica o outro, mas a atitude do Domingos também é inaceitável. Os nervos já estavam quentes para o lado do Palmeiras e parece que o jogador santista entrou em campo com apenas com um intuito, causar confusão. Aliás, a fama dele já não é muito boa.

Sem dúvida a situação de Diego Souza deve se complicar pela agressão. Acho justo, mesmo porque, deve servir de exemplo. Mas a justiça desportiva tem de assistir ao vídeo e julgar o jogador Domingos também.

Com a vitória, o Santos ainda pode conseguir a vantagem de jogar por dois empates na final, caso o Corinthians se classifique com um empate diante do São Paulo. Se houver classificação, tanto do Corinthians quanto do São Paulo, com vitória, o Santos não leva vantagem e também decidirá o título fora de casa.

Imagem: www.globoesporte.com