quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Modesta estreia, mas com vitória


Longe de uma apresentação de gala, o São Paulo bateu o "mistão" do Monterrey, do México, por 2 a 0, no Morumbi, em partida que marcou o retorno de Cicinho e a estreia do clube na Taça Libertadores da América.

Embora com a equipe desfalcada por sete titulares, e mesmo sem levar pergigo ao gol são-paulino, os mexicanos tiveram um bom toque de bola, principalmente no meio-de-campo. Mas a marcação da equipe do morumbi foi forte e eficiente com o Jean atuando como um volante, sua posição de ofício. Além disso, devo ressaltar a ótima atuação de Hernanes que, além de cobrir o setror defensivo, infernizou os adversários com jogadas individuais.

Costumo dizer que Hernanes é o "motorzinho" da equipe de Ricardo Gomes. Quando ele resolve jogar o que sabe o time rende coletivamente. Na partida de ontem ele parecia inspirado. Fez seu papel de marcador, não errou passes, deu dribles desconcertantes e deixou a torcida de boca aberta. Foi, na minha opinião, o melhor em campo disparadamente.

Diferente de Richarlyson que errou muitos passes e fez lançamentos desnecessários, algumas vezes matando uma boa jogada que a equipe poderia iniciar. Até que foi substituído, embora tarde demais, para a entrada de Cicinho. O lateral teve pouco tempo para jogar porque entrou em campo depois dos 30 minitos da segunda etapa. mesmo com uma atuação discreta, a cada vez que pegava na bola a torcida vibrava como se fosse um gol. Ele foi a atração da partida desde o início do jogo.

O primeiro gol saiu aos 12 minutos do primeiro tempo, depois de uma boa jogada que começou com Hernanes, que passou para Jorge Wagner cruzar perfeitamente para dentro da área do goleiro Ortiz e, pressionado por Washington, o zagueiro Cervantes tentou tirar mas acabou mandando para o fundo rede. Assim mesmo o Tricolor encerrou a primeira etapa sem empolgar a torcida.

Para o segundo tempo, a equipe de Ricardo Gomes veio mais decidida e pegadora. Desde o primeiro minuto mostrou que a marcação seria ponto-chave para vencer a partida e não deu espaço para o Monterrey sequer respirar.

Washington fez o segundo gol são-paulino, mas ainda sinto uma tremenda falta de um atacante mais qualificado. Na ausência de Dagoberto, que deve ficar três semanas fora, Marcelinho Paraíba foi o parceiro do "Coração Valente", mas ainda não foi dessa vez que ele voltou a ser o Marcelinho que todos conhecem.

Está visível que ainda falta entrosamento na equipe, mas eu não tenho dúvida de que quando todos estiverem 100% o São Paulo terá uma das equipes mais fortes do Brasil e, junto de Corinthians e Internacional, será forte candidato ao título da Libertadores de 2010.

Foto: Agência Reuters / Globoesporte.com

2 comentários:

Fernando Clemente disse...

São Paulo foi superior e Washington inteligente sabendo que ve ai seu concorrente Fernandão fez dois pra garantir seu lugar.Cicinho vai botar jean no banco e o São Paulo voltara a ter um lateral direito.abraço

susan disse...

I recently came across your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I don't know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.

Susan

http://texasholdpoker.info