quinta-feira, 31 de março de 2011

São Paulo perde para o Santa Cruz e se complica na Copa do Brasil

Depois de uma vitória de lavar a alma contra o seu maior rival (Corinthians) no último domingo, o São Paulo foi a Recife ainda em ritmo de festa (pela chegada de Luis Fabiano e pelo gol de número 100 de Rogério Ceni) e acabou derrotado pelo Santa Cruz por 1 a 0, em partida válida pela Copa do Brasil.

A equipe comandada pelo técnico Paulo César Carpegiani não teve boa atuação. Errou muitos passes na primeira etapa e arriscou pouco. Além disso, o meio de campo, que contou com o retorno de Lucas (estava na seleção Brasileira) e Rivaldo (recuperado de lesão), teve dificuldades para criar as jogadas, principalmente pela eficiente marcação da equipe pernambucana.

Aliás, por falar em marcação, o menino Lucas mal conseguiu respirar com a sombra chamada Everton Sena que o perseguiu quase os 90 minutos de jogo. Por sinal, o trabalho do volante da equipe pernambucana surtiu efeito. Conseguiu anular o jovem "motorzinho" do time paulista.

Na segunda etapa, o São Paulo voltou mais ofensivo, criando boas oportunidades e chances de gol, mas a pontaria do ataque não estava nos seus melhores dias. Dagoberto e Fernandinho perderam muitos gols, deixando a situação complicadíssima para o Tricolor.

Carpegiani já previa que jogar contra o Santa Cruz não seria tarefa fácil. No meio da semana declarou que o elenco tinha de entrar em campo "atento e concentrado, porque o Santa Cruz é uma grande equipe".

É obvio que o Tricolor paulista tem mais time e é favorito para avançar às oitavas, mas para isso precisará mudar a postura dentro de campo. Carpeginai continua insistindo em manter na equipe Juan e Rodrigo Souto, que ambos não vêm fazendo bons jogos. O primeiro citado ainda não conseguiu se achar no elenco. Apoia no ataque, mas erra muitos cruzamentos. Parece ainda sentindo o peso de vestir a camisa das três cores. Já Souto, independente de ter feito o gol (contra) que deu a vitória ao Santa Cruz, é um atleta lento. Até agora não consigo entender a ausência de Casemiro na equipe titular.

O próximo confronto entre as duas equipes será na próxima quarta-feira, na Arena Barueri, e o São Paulo precisa vencer por dois gols de diferença para continuar na competição.

Ainda acho que dá São Paulo...   

Um comentário:

Robson disse...

Alguém poderia me explicar o que se passa na cabeça do Rodrigo Souto? Belo gol dele, "contra", não entendi nada!