segunda-feira, 12 de abril de 2010

E deu peixe de novo


Telê Santana dizia: "Prefiro perder jogando bem, do que ganhar jogando mal". Muitas pessoas não entendem o significado dessa frase, por mais clara que ele seja.

O São Paulo perdeu mais um clássico no Campeonato Paulista de 2010. Não venceu nenhum dos grandes (Palmeiras, Portuguesa, Corinthians e Santos), e hoje foi derrotado novamente pelo peixe.

Assim mesmo, posso dizer que foi o melhor jogo do São Paulo em clássicos neste Paulistão, embora algumas pessoas entendam o contrário.

Fui ao Morumbi ver de perto o que se dizia uma final antecipada e saí satisfeito com a qualidade da partida. Um jogaço.

O São Paulo começou bem a partida, mostrando que poderia reverter a vantagem santista. Com Marlos e Dagoberto, a equipe estava veloz e fez o peixe ficar atordoado.

Em sua primeira boa jogada, o Santos conseguiu abrir o placar, com um gol contra. Léo fez cruzamento para dentro da área são-paulina e Júnior César rolou para dentro de sua própria meta.

Logo em seguida Marlos foi expulso. com um jogador a menos, o São Paulo é quem passou a ficar desnorteado no duelo.

Assim foi o restante da primeira etapa que, de tanto precionar o adversário, o peixe chegou ao segundo gol com o atacante André aproveitando um belo passe de Neymar.

O segundo tempo começou com um chute de Robinho que assustou Rogério Ceni, logo nos primeiros minutos. Mas o São Paulo mostrou uma superação fantástica. Iniciou uma pressão sobre os meninos da Vila que mal viram a cor da bola.

Washington saiu para a entrada de Cicinho. O São Paulo jogava num 4-4-1, já que Marlos havia sido expulso. Mesmo com apenas um atacante, o São Paulo chegou ao empate com um gol de Hernanes e outro do atacante Dagoberto.

Mas quando falo que sorte conta muito no futebol ninguém acredita. Primeiro que o gol contra, no primeiro tempo, já era um sinal de que "os ventos" estavam a favor dos meninos da Vila, segundo que, aos 44 minutos da etapa final, Miranda comete uma falta desnecessária na lateral esquerda. Na cobrança, Rogério Ceni falha ao sair do gol e Durval faz o terceiro.

Esse resultado praticamente coloca o Santos na final, isso é bem provável. Mas que justiça seja feita: o São paulo fez uma ótima partida, com raça, vontade. Faltou um pouco de sorte. Aliás, faz tempo que as coisas não acontecem a favor do São Paulo. Em dois clássicos (Corinthians e Santos) foram dois gols contra que comprometeram a equipe.

Acho que uma oraçãozinha lá no Morumbi não faria mal nenhum à equipe. Enquanto isso, o Santos está com uma mão na taça.

5 comentários:

WAGNER BELMONTE disse...

Parabéns.
Vcs realmente jogaram muito bem ontem.

São Paulo em clássicos: cinco derrotas em cinco jogos.

Se depender de mim, mando o Santos entregar o jogo pra vcs no próximo domingo. Tá dando dó. Dá pena ver o time do São Paulo em campo.

Um time que se diz o melhor do mundo, com uma torcida ridícula que entoa "o campeão voltoooooooooooooou" quando vcs simplesmente empatam um clássico, merece, claro, ser campeão.

Concordo plenamente: vcs jogaram MUITO BEM ontem. E perderam.

Como sãopaulino nunca erra, para 75% a culpa foi do juiz. Para os 25% restantes, a culpa foi da sorte do Santos. E o detalhe é esse: a culpa nunca é de vcs. Muito menos desse lixo que joga com a 1.

Fernando Richter disse...

Belmonte,meu caro Belmonte,

Não acho que a culpa foi do juiz, pelo contrário, Houve gol do Santos IMPEDIDO, que nem citei no post.

E eu tbm não disse que o Santos é quem tem sorte, mas sim o São Paulo enfrenta uma maré de azar. O que tbm é normal.

Abs,

Wagner disse...

cadê rúbia, a lavadora de louças bípede? cadê rúbia, cadê rúbia? cadê rúbia?

Wagner disse...

Cadê Rúbia, cadêeeeee Rúbia? Cadê a nossa querida lavadora de louças bípede?

Wagner disse...

uma lavadora de louças que anda e fala está silenciosa. será que teremos de chamar a assistência técnica?