segunda-feira, 5 de abril de 2010

Quem é mesmo prepotente?

Assim como quase 100% dos brasileiros que gostam de futebol, sou um tremendo admirador do futebol do Santos, que joga com alegria, com vontade, com inteligência, por música.

O Santos de hoje, mesmo que ainda não tenha conquistado sequer este Paulista, embora tudo leve a crer que o título já é deles, me faz lembrar esquadrões que encantaram e que ficarão para a história do futebol. Sim, me lembra o Flamengo e a seleção brasileira de 82, o São Paulo de 92/93, o Palmeiras de 94 e até mesmo o próprio Santos de 62, do rei Pelé. Infelizmente, de todas essas equipes que citei, apenas o São Paulo eu pude acompanhar. Os outros tive de recorrer a pesquisas no Google ,vídeos no YouTube etc.

Mas hoje tomei conhecimento de um fato que me decepcionou. A delegação do Santos visitou uma instituição que abriga menores com deficiência neuro-motores. Pelo que entendi, 11 jogadores desceram e presentearam essas crianças como ovos de Páscoa, além de levarem alegria a essas pessoas.

O que me deixou muito chateado, além de indignado, foi a atitude de alguns jogadores como Robinho, Neymar, Paulo Henrique e André, que se negaram a entrar na entidade. Houve, inclusive, jogador que alegou que não entraria na instituição porque ela é espírita, e não bate com a sua crença.

Isso é um verdadeiro absurdo. Vejo tanto santista pregando a moralidade, dizendo que torcedores de outros clubes são prepotentes, donos da verdade, e de repente uma atitute tão desumana por parte de pessoas que deveriam ser exemplos do bem.

No Mesa Redonda Futebol Debate de hoje,meu amigo Flávio Prado resumiu o assunto com uma frase espetacular: "Atitude imbecil! Isto está acima de qualquer religião, trata-se de uma questão humana", disse.

Não me lembro de ter visto algo parecido com delegações do Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Internacional, Grêmio, Atlético-MG, Cruzeiro, dentre outros grandes. E olha que quase todos que citei são muito mais expressivos que o Santos...

Lamentável o que aconteceu. Parte desse Santos que me encanta dentro de campo, me decepciona fora das quatro linhas.

4 comentários:

Rubia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rubia disse...

Olá Fernando,

Você ainda não entendeu a jogada?

Quando o São Paulo perde as pessoas vem com o papo de que os arrogantes caíram do cavalo. Quando ganha, inventam algum assunto para dispersar...

Ontem o São Paulo venceu de 5 a 0 e o tal santistinha frustrado e que não entende de bola fez um comentário no seu blog, no outro texto, falando sobre a paradinha do Rogério Ceni. Que ridículo. Ele é uma piada em pessoa.

bjs

Anônimo disse...

Eu assisti o mesa redonda ontem e acjei demais as palavras do Flávio Prado sobre o que aconteceu. às vezes ele pega pesado, mas ontem ele mandou muito bem. Esses moleques já estão achando que são melhores que Pelé, Ademir da Guia, Sócrates, Rivelino, e etc.

O meu verdão eu nunca vi cometer uma atitude dessas. É muita mala nesse time da vila. Eles vão tomar um puta tombo logo logo.

Grande abraço,

Marco Tullyo - Palmeiras até morrer.

Wagner disse...

Sou santista e pela primeira vez senti vergonha de torcer para o Santos.

Lamentável o que essa bancada evangélica fez. Chegar à porta de uma instituição que cuida de crianças com paralisia cerebral e não entrar porque associou-se a instituição a algo com ligação espírita é absolutamente lamentável.

Não existe paralisia cerebral católica. Não existe paralisia cerebral evangélica. Não existe paralisia cerebral espírita. A questão é simples e humanista. É nisso que dá fazer filantropia com ares de marketing. Lamentável. Nota 0 para o Santos e para quem armou isso.